A sedutora guerreira ( de Danilo Pereira )

 

 E então ele penou para resistir ao charme daquela maravilhosa mulher. Os seus olhos encantaram-se e serpentearam por aquelas perigosas curvas como se fossem uma ávida serpente deslizando sobre a terra. Já o selvagem não ofereceu a menor resistência. Se não fosse pela monstruosa força de vontade daquele guerreiro nórdico, a sua vida seria facilmente levada por aquela mulher.

O bárbaro perdera as suas forças e aquela mulher tinha-o dominado. Para cima dele ela partiu. Talvez por obra do destino, aquela sedutora guerreira de gelo estava predestinada a conhecer o poder de um Aesir. Com a agilidade de um gato chicoteou a espada no ar, fazendo com que aqueles lindos cachos fossem de encontro à neve. O selvagem apenas viu aquele corpo tombar. A rapidez daquele corte fora tão incrível que os seus gulosos olhos não foram capazes de acompanhar a queda daqueles lendários cabelos dourados, que o tinham deixado completamente sem rumo.

A neve pareceu sentir a perda da sua musa. A tão temida guerreira que enlouquecia os homens com os seus encantos tombara e aquela terrível…

 

Trecho da obra, Wolfgang, o guerreiro nordico.

Advertisements

Sobre danarts

Sou escritor e ilustrador, quero levar minha experiencia de escrever e desenhar para todos os amantes de artes e escrita.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s