Aquivos por Autor: gilduarte

10 MANDAMENTOS DO ASPIRANTE A ESCRITOR

1. Não esperes demasiado dos amigos de que seria lógico esperar algo. [A colega que conhece «demi-monde» e divulgará a tua obra, a parente de um próximo, que se dá com escritores famosos, e promete mostrar-lhes o teu trabalho, o … Continuar a ler

Publicado em Opiniões, testemunhos | Publicar um comentário

O Que é “Nada Mais e o Ciúme”?

«A  história inicia-se com o narrador a descrever como inusitadamente um irmão assiste à morte da irmã ainda criança, e o sentimento de culpa dos envolvidos directa e indirectamente. Várias histórias se cruzam desde o divórcio dos pais, passando por … Continuar a ler

Publicado em Opiniões, testemunhos | Publicar um comentário

Meu Querido Homem-Bala [um conto infantil]

Eu nasci numa terra chamada Inhambane. (Podem procurar: existe mesmo). Naquele tempo, em Inhambane, não havia quase nada para um miúdo se divertir. Poucas lojas, mas nem pensar em centros comerciais. Nada de Oeiras Parques ou Cascais Shoppings. Havia um … Continuar a ler

Publicado em Opiniões, testemunhos | Publicar um comentário

Eterno Retornar

Não sei trazer Lisboa no meu peito Feito de outras memórias, outros sonhos De espaço e de luz de um tempo desfeito, E sons que me duram, belos, medonhos. Já não resta, em mim, céu para gaivotas. Olho o meu … Continuar a ler

| Publicar um comentário

aforismos patéticos

Tento varrer as folhas do quintal. Reúno-as num monte: o vento espalha-as e lança, contra mim, outras folhas mais; recomeço o meu trabalho, mas o vento recomeça o seu… Retomando o mito de Sísifo, esta é a imagem certeira do … Continuar a ler

Publicado em Opiniões, testemunhos | Publicar um comentário

revelação proibida

ante a possibilidade de uma tal revelação, uivarão, assustados, esses cães, fugirão os ratos, as beatas, na igreja, santos nomes maldirão, formar-se-ão bichas de carros em desertos e matos. ante a possibilidade de uma revelação tal, que eu não quero … Continuar a ler

Publicado em Opiniões, testemunhos | Publicar um comentário

UM CRIMINOSO COM UM JOELHO MUITO MAU [III]

Tratava-se, então, de proceder como? O senhor X tinha uma hora de absoluta solidão para agir: levantaria a tampa da caixa infernal em que o fechavam e, mesmo em cuecas (porque ninguém o veria nessa figura: o bairro era praticamente … Continuar a ler

| Publicar um comentário