Arquivos Mensais: Março 2013

Recordando os velhos amigos

A estreia literária de José Solá ( Recordando velhos amigos, transcrevo este artigo do jornalista e amigo da velha guarda, o Eurico José), publicado no jornal de língua portuguesa: Portuguese Times, de New Bedford. Tenho o prazer de vos apresentar … Continuar a ler

| Publicar um comentário

A Era da Inteligência

O Mundo em que vivemos está a avançar, a passos largos, para uma Era Inteligente onde um número significativo de Seres Humanos possui níveis elevados de Inteligência multifacetada. De acordo com o Dr. Nelson S. Lima: “O mundo está em … Continuar a ler

| Publicar um comentário

SARAH BERNHARDT – “A Divina Sarah”

Sarah Bernhardt, nasceu em Paris, França. (1844-1923) Considerada uma das mais famosas actrizes da história do teatro, foi também pintora, escultora, escritora e mulher de negócios. Ao longo da sua carreira, interpretou muitos papéis clássicos, tais como: Marguerite Gautier, em “La Dame aux Camélias”, de Alexandre Dumas, filho; Cordélia, no “Rei Lear”, de Shakespeare; trovador Zanettto, na peça “La Passant”, de … Continuar a ler

| Publicar um comentário

O QUE PENSAM OS POETAS SOBRE A POESIA?

O que pensam os poetas sobre a poesia? FEDERICO GARCÍA LORCA – Poeta espanhol “Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas.” EUSTACHE DESCHAMPS – Poeta francês “A poesia é uma pintura que se move e uma música que pensa.” OCTAVIO PAZ – Poeta mexicano “A poesia é o ponto de intersecção entre … Continuar a ler

| 3 Comentários

PABLO NERUDA – “O Pai”

Pablo Neruda nasceu no Chile. (1904-1973) Foi um dos mais importantes poetas da língua castelhana do século XX. Do livro “Crepusculário”, o poema:                           O Pai Terra de semente inculta e bravia, terra onde não há esteiros ou caminhos, sob o sol minha vida se alonga e estremece.   Pai, nada podem teus olhos doces, como nada puderam as estrelas que me … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Reflexões

Reflectindo sobre a lei das rendas A senhora ministra Assunção “deu à luz” uma lei das rendas, novinha em folha, feita a preceito e a rigor, sem falhas, a palavra da Lei para suprir a todas as necessidades de inquilinos … Continuar a ler

| Publicar um comentário

O JUIZ E AS BATATAS

A história que se segue contava-se na Alemanha nos anos sessenta, nos meios frequentados por magistrados. Supõe-se ter uma origem mais antiga:         “Um juiz foi passar férias a casa de um primo, que era lavrador. Ao terceiro dia o juiz, invadido por um princípio de tédio e vendo o seu primo muito ocupado, propôs-se ajudá-lo: – Que sabes fazer? – … Continuar a ler

| Publicar um comentário