O QUE PENSAM OS POETAS SOBRE A POESIA?

QUE PENSAM OS POETAS SOBRE A POESIA

O que pensam os poetas sobre a poesia?

FEDERICO GARCÍA LORCA – Poeta espanhol

“Todas as coisas têm o seu mistério, e a poesia é o mistério de todas as coisas.”

EUSTACHE DESCHAMPS – Poeta francês

“A poesia é uma pintura que se move e uma música que pensa.”

OCTAVIO PAZ – Poeta mexicano

“A poesia é o ponto de intersecção entre o poder divino e a liberdade humana.”

GIOVANNI PASCOLI – Poeta italiano

“ A lembrança é poesia, e a poesia é apenas lembrança.”

 ALEXANDER PUSCHKINE – Poeta russo

“Nunca encontrareis a poesia se não a tiverdes dentro de vós.”

JOHN KEATS – Poeta inglês

“Se a poesia não surgir tão naturalmente como as folhas de uma árvore, é melhor que não surja mesmo.”

PABLO NERUDA – Poeta chileno

“A poesia é um acto de paz. A paz entra dentro da composição de um poeta tal como a farinha entra na composição do pão.”

OVÍDIO – Poeta romano

“A poesia nasce simples de uma mente serena.”

EDGAR ALLAN POE – Poeta americano

“Defino a poesia das palavras como Criação rítmica da Beleza. O seu único juiz é o Gosto.”

BIRGER SJÖBERG – Poeta sueco

“E nunca o tormento acha um céu e nunca o desejo acha uma terra. É por isso que a poesia existe.”

JOSÉ MARTÍ – Poeta cubano

“Um grão de poesia basta para perfumar todo um século.”

EUGÉNIO DE ANDRADE – Poeta português

“É possível que a poesia seja ficção, mas eu prefiro pensá-la como Goethe: inseparável da verdade.”

Anúncios

Sobre José Eduardo Taveira

Nasci no Porto. Trabalhei em diversas empresas nacionais e multinacionais, exercendo cargos directivos. Actualmente estou liberto de compromissos profissionais, usufruindo a liberdade de viver como gosto e quero. Publiquei três livros intitulados: "Juntos para Sempre","Histórias de Pessoas que Decidi Divulgar" e "Viagem ao Princípio da Vida". Os dois primeiros em Portugal e o último no Brasil.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

3 respostas a O QUE PENSAM OS POETAS SOBRE A POESIA?

  1. Vejo-a – e sinto-a! – inseparável da verdade, tal como Eugénio de Andrade a via!

    Gostar

    • José Eduardo Taveira diz:

      Penso o mesmo. Gostou das opiniões dos diversos poetas de todo o mundo?
      Cumprimentos
      José Eduardo Taveira

      Gostar

  2. Definir poesia seria uma contradição…pois a poesia não exclui, mas não se esgota nos parâmetros da razão. Poesia é quando voamos pro fora das asas da aurora

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s