Arquivos Mensais: Maio 2015

Carta de Florbela Espanca ao seu irmão Apeles

Meu querido irmão Certamente te irá surpreender e penalizar a minha carta, mas entendo que é melhor dizer-te eu própria tudo o que há de novidade, em vez de deixar que aos teus ouvidos cheguem malevolências que te podem dar … Continuar a ler

| Publicar um comentário

CANCIONEIRO POPULAR – Sou varina, sou varina

Sou varina, sou varina Oh, ai! Sou varina, sou de Ovar; Se eu sou varina ou não Oh, ai! Reparem no meu trajar. Reparem no meu trajar Oh, ai! Raparem pr’á canastrinha; A andar de porta em porta: Oh, ai! … Continuar a ler

| Publicar um comentário

DECLAMADORES – JOÃO VILLARET

João Villaret (Lisboa, Portugal, 1913 – 1961). Estreou-se profissionalmente no Teatro Nacional D. Maria II, integrado na Companhia Amélia Rey Colaço/Robles Monteiro. Representou Gil Vicente, Shakespeare, Eugene O´Neill, Bernard Shaw, Almeida Garrett, entre outros dramaturgos. Esta Noite Choveu Prata, peça … Continuar a ler

| Publicar um comentário

MULHERES PIONEIRAS – ILDA AURORA PINHEIRO DE MOURA MACHADO

Ilda Aurora Pinheiro de Moura Machado (Porto, Portugal, 1918 – 2000). Licenciou-se em Matemática, Engenharia Geográfica e Ciências Pedagógicas. Foi membro do Sindicato dos Engenheiros Geógrafos e trabalhou na Empresa Nacional de Estudos Técnicos. Frequentou aulas de meteorologia na Faculdade … Continuar a ler

| Publicar um comentário

CONTOS TRADICIONAIS DO POVO PORTUGUÊS – O caldo de pedra

O caldo de pedra Um frade andava ao peditório; chegou à porta de um lavrador, mas não lhe quiseram aí dar nada. O frade estava a cair com fome, e disse: — Vou ver se faço um caldinho de pedra. … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Mãe desolada por não ter comida para alimentar os filhos.

Fotografia: Dorothea Lange, in “Revista Bula”.

| Publicar um comentário

SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN – Pranto pelo Dia de Hoje

Sophia de Mello Breyner Andresen (Porto, Portugal, 1919 – Lisboa, Portugal, 2004) é uma das poetisas e escritoras mais importantes da Literatura Portuguesa. Autora de uma vasta e diversificada obra que inclui poesia, conto, teatro, ensaio e histórias para crianças, … Continuar a ler

| Publicar um comentário