Arquivos Diários: 04/11/2011

Não durmo…

Não durmo Porque do sono se fez prosa Das letras ecoam silêncios que falam Que o cheiro da chuva levou Não durmo Porque penso que voltas Sem voltares me acordas Insano fico Não durmo José Guerra (2011)

| Publicar um comentário

Que República temos? Que Europa queremos?

As muitas histórias que correm sobre as figuras que passaram pela nossa Assembleia da República, simplesmente, assustam-me. Lembro-me de José Saramago dizer: “Sou português em primeiro lugar. Depois, Ibérico. Quanto a Europeu, só se me apetecer!” O evidente orgulho da … Continuar a ler

| 2 Comentários