Arquivos Diários: 04/11/2011

Não durmo…

Não durmo Porque do sono se fez prosa Das letras ecoam silêncios que falam Que o cheiro da chuva levou Não durmo Porque penso que voltas Sem voltares me acordas Insano fico Não durmo José Guerra (2011)

Publicar um comentário

Que República temos? Que Europa queremos?

As muitas histórias que correm sobre as figuras que passaram pela nossa Assembleia da República, simplesmente, assustam-me. Lembro-me de José Saramago dizer: “Sou português em primeiro lugar. Depois, Ibérico. Quanto a Europeu, só se me apetecer!” O evidente orgulho da … Continuar a ler

2 Comentários