Arquivos Mensais: Novembro 2012

“Amor Proibido”

Disponível no Sitio do Livro, na Livraria Leya na Barata em Lx, ou em qualquer livraria por encomenda. O lançamento é já no dia 25 de Novembro pelas 17h na Leya na Barata.

| 1 Comentário

A VITALIDADE DE UMA NAÇÃO

Uma nação vive, próspera, é respeitada, não pelo seu corpo diplomático, não pelo seu aparato de secretarias, não pelas recepções oficiais, não pelos banquetes cerimoniosos de camarilhas: isto nada vale, nada constrói, nada sustenta; isto faz reduzir as comendas e … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Já disponível no Sitio do Livro e na Livraria Leya na Barata, Av. Roma em Lx.

Imagem | Publicado em por | 1 Comentário

PARA AS RAPARIGAS DE COIMBRA

        PARA AS RAPARIGAS DE COIMBRA Ó choupo magro e velhinho, Corcundinha, todo aos nós: És tal qual meu avozinho, Falta-te apenas a voz. Minha capa vos acoite Que é p’ra vos agasalhar: Se por fora é … Continuar a ler

| Publicar um comentário

PARABÉNS, TEIXEIRA DE PASCOAES !

Teixeira de Pascoaes nasceu em Amarante, no dia 8 de Novembro de 1877 e viveu até 14 de Dezembro de 1952. Poeta, escritor e ensaísta, foi um defensor do Saudosismo como estética literária. Nesta homenagem no dia do seu aniversário, o poema:                      Delírio Não posso crer na morte do Menino! E julgo ouvi-lo e vê-lo, a cada passo… É ele? Não. Sou … Continuar a ler

| Publicar um comentário

PARABÉNS, MÁRIO CLÁUDIO !

Mário Cláudio nasceu no Porto, a 6 de Novembro de 1941. É escritor, cuja obra abrange diversos estilos literários, como romance, poesia, biografia, conto, teatro, literatura infantil, etc. Nesta homenagem no dia do seu aniversário, o poema:                                     FELES Por todo um Inverno, O amor lhe dilacerou o ventre, Com fundas garras de gelo.   E a Primavera … Continuar a ler

| Publicar um comentário

PARABÉNS, SOPHIA DE MELLO BREYNER ANDRESEN !

Sophia de Mello Breyner Andresen nasceu no Porto, a 6 de Novembro de 1919, e viveu até 2 de Julho de 2004. É considerada como uma das mais importantes poetisas do século XX. Nesta homenagem no dia do seu aniversário, o poema:                       Data Tempo de solidão e de incerteza Tempo de medo e tempo de … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Crónicas da Brilha – A incoerência de um dia de chuva

Já lá vai o tempo em que fizeram Matilde sentir-se especial. Na escola, recebia as recompensas da sua dedicação, os seus pares e professores incentivavam a escrita e a representação teatral e eram tantas as suas certezas. Confiava, sobretudo, nas … Continuar a ler

Nota | Publicado em por | Publicar um comentário

O Vício do Artesão Orlando Nesperal

Continuação:   A exposição Sei pouco sobre os Artesões que fazem com o intuito de criar exposições, pelo que me é dado observar, muitos chegam a ser convidados depois de uma longa caminhada, para que isso aconteça. Mas escrever o que … Continuar a ler

| 1 Comentário

INDIFERENÇA EM POLÍTICA

“Um dos piores sintomas de desorganização social, que num povo livre se pode manifestar, é a indiferença da parte dos governados para o que diz respeito aos homens e às cousas do governo, porque, num povo livre, esses homens e essas cousas são os símbolos da actividade, das energias, da vida social, são os depositários da vontade e da soberania nacional. Que um povo de escravos folgue indiferente ou durma o … Continuar a ler

| 2 Comentários