PARABÉNS EUGÉNIO DE CASTRO !

Eugénio de Castro nasceu em Coimbra a 4 de Março de 1869 e viveu até 17 de Agosto de 1944.

Formou-se em Letras na Universidade de Coimbra, onde foi professor universitário.

Em 1884, iniciou a publicação das suas obras poéticas. Foi um dos fundadores da revista internacional Arte, que difundia os textos de escritores nacionais e estrangeiros.

Colaborou com a publicação das revistas “Os insubmissos” e “Boémia Nova”, ambas seguidoras do Simbolismo Francês.

Regressado de França, publicou as obras “Oaristos” que representa um marco para o início do Simbolismo em Portugal. Pode-se considerar esta como a primeira fase da obra de Eugénio de Castro. A segunda fase, que inclui os poemas escritos durante o século XX, revela um poeta neoclássico.

Além desta obra, escreveu “Canções de Abril”, “Horas Tristes”, “Tirésias”, “Belkiss”, “A Sombra do Quadrante”, “Tentação de São Macário”, etc.

O poeta Albano Martins organizou, para a Imprensa Nacional-Casa da Moeda, uma Antologia de Eugénio de Castro, antecedida de um prefácio, de sua autoria.

Nesta singela homenagem, no dia do seu nascimento, recordemos o poema:

 Epígrafe

Murmúrio de água na clepsidra gotejante,
Lentas gotas de som no relógio da torre,
Fio de areia na ampulheta vigilante,
Leve sombra azulando a pedra do quadrante,
Assim se escoa a hora, assim se vive e morre…

Homem que fazes tu? Para quê tanta lida,
Tão doidas ambições, tanto ódio e tanta ameaça?
Procuremos somente a Beleza, que a vida
É um punhado infantil de areia ressequida,
Um som de água ou de bronze e uma sombra que passa.

José Eduardo Taveira

 

Anúncios

Sobre José Eduardo Taveira

Nasci no Porto. Trabalhei em diversas empresas nacionais e multinacionais, exercendo cargos directivos. Actualmente estou liberto de compromissos profissionais, usufruindo a liberdade de viver como gosto e quero. Publiquei três livros intitulados: "Juntos para Sempre","Histórias de Pessoas que Decidi Divulgar" e "Viagem ao Princípio da Vida". Os dois primeiros em Portugal e o último no Brasil.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s