O guerreiro nórdico – trecho da obra ( de Danilo Pereira )

O Colosso do Mar

Era de manhã quando o mar se revoltou contra o navio viking. O agitar das águas fez com que Eric, o capitão do Vormoc, entrasse em pânico. Os seus homens,guerreiros e nómadas cansados de navegar, remavam com toda a virilidade como se o chicote do seu mestre os açoitasse. O Vormoc era assim, um navio de guerra que já tinha resistido a três gerações e que agora tinha um novo comandante.

O navio era grandioso. Tinha inúmeras velas que agarravam o vento com mestria. Era um veleiro. E naquele dia infernal a chuva intensa e o agitado mar pareciam querer acabar com os últimos dias da embarcação.

Eric gritava a todo o momento com os seus homens,que faziam o possível para manter o navio no seu curso.Todos eles eram marinheiros de primeira linha e estavam acostumados a navegar. Eles numerosos. Contavam-se pelo menos vinte homens e entre eles estava um que não pertencia à tripulação. O tal homem era Wolfgang, que surgiu nas encostas de uma praia e fora salvo por Eric, que o manteve entre os seus homens.

O capitão daquela cansada e assustada tripulação perguntou ao gigante dourado como é que ele tinha surgido no meio daquele lugar esquecido pelos Deuses.Ele respondeu-lhe que fora enviado por Odin e que…

Anúncios

Sobre danarts

Sou escritor e ilustrador, quero levar minha experiencia de escrever e desenhar para todos os amantes de artes e escrita.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s