LUÍS DA CÂMARA REYS – Homenagem da “Seara Nova”

LUIS DA CAMARA REYS

LUÍS DA CÂMARA REYS

(Lisboa, Portugal, 1885 – Estoril, 1961)

Professor e jornalista

De há muito que se impunha prestar uma homenagem ao Seareiro que foi o principal sustentáculo da revista e da editorial Seara Nova durante quarenta anos. Referimo-nos a Câmara Reys fundador da Seara Nova e seu enorme obreiro e impulsionador, depois da morte de Raul Proença e afastamento de António Sérgio.

Luís da Câmara Reys mereceria que se divulgasse a sua obra, reeditando as inúmeras publicações em livro ou em artigos de imprensa, aqui com destaque para a Seara Nova, pesquisando e estudando esta mesma obra e até dedicando-lhe uma grande homenagem pública.

O dossier “90 Anos Seara Nova” deste número da revista é quase na totalidade dedicado a Câmara Reys, constituindo, despretenciosamente , uma forma de evocar e homenagear o Seareiro de quem muito convictamente se pode dizer que sem Câmara Reys a Seara Nova não teria subsistido em alguns dos períodos de muitas dificuldades financeiras e políticas que teve de enfrentar durante o fascismo.

Luís da Câmara Reys foi um incansável orientador da Seara, com uma determinação enorme nos trabalhos de gestão da revista: dinamizando a procura de colaboradores qualificados para integrarem a redacção ou para prestarem uma colaboração graciosa com os seus escritos; promovendo a angariação de publicidade e lançando excelentes campanhas publicitárias em números especiais; dirimindo os naturais conflitos entre colaboradores; supervisionando os trabalhos administrativos e, certamente muito desgastante, a gestão financeira e a resolução dos múltiplos estrangulamentos financeiros com que a Seara Nova muitas vezes se defrontou (e de que bastas vezes terá sido salva com os meios financeiros pessoais ou familiares de Câmara Reys).

Mas se este trabalho incansável e duro teve resposta na enorme dedicação de Luís da Câmara Reys, não se pense que se quedou por aqui a sua participação na Seara Nova; é não menos importante a extensa colaboração nas páginas da revista, onde, naturalmente com maior vocação e apetência para textos literários, Câmara Reys escreveu sobre inúmeros temas e assegurou a continuidade de certas colunas.

Em inúmeros textos sobre literatura, com destaque para frequente crítica literária e muitas notas de leitura. Em notas e crítica teatral. Em vários interessantes artigos sobre canção popular por esse mundo fora. Em textos sobre ensino. Sobre jornalismo. Mas também em comentários sobre política interna e sobre acontecimentos internacionais: nestes campos verifica-se que Câmara Reys redigiu bastantes editoriais da revista e muitas posições em nome da Seara Nova.

O Conselho Redactorial da Seara Nova recorda, com um sentimento misto de gratidão e de respeito, o Seareiro Luís da Câmara Reys recordando o muito que a Seara Nova lhe deve.

 

in “Seara Nova” – nº 1720 – por  “O Conselho Redactorial” (excertos)

Anúncios

Sobre José Eduardo Taveira

Nasci no Porto. Trabalhei em diversas empresas nacionais e multinacionais, exercendo cargos directivos. Actualmente estou liberto de compromissos profissionais, usufruindo a liberdade de viver como gosto e quero. Publiquei três livros intitulados: "Juntos para Sempre","Histórias de Pessoas que Decidi Divulgar" e "Viagem ao Princípio da Vida". Os dois primeiros em Portugal e o último no Brasil.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s