És de mar feito…

És de mar feito
Profundo estreito
Sei que me ouves nas estrelas
Quando a noite se faz
Somos dum abraço
Que não se vê
Que morre na alvorada
Então somos mar e céu mais uma vez
Choramos de saudade
Enquanto a luz se vê
No crepúsculo se tocam os lábios
De amor nos fazemos alegria
Na noite, até ser dia

José Guerra (2012)

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s