Chove…

Chove, chovem trovões, aluviões
chovem mágoas de tempestade e muitas desilusões
chove por chover sem se querer
chove assim copiosamente na mais bela forma de ser

in “Palavras Por Dizer”, José Guerra (2012)

http://www.sitiodolivro.pt/pt/livro/palavras-por-dizer/9789899770706/

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s