Arquivos Diários: 21/01/2012

Sabe, Excelência:

Os desempregados deste País (setecentos mil, segundo os números oficiais, que, ao certo, ninguém sabe quantos são), essas pessoas que desesperam e passam fome, que vêm os filhos sofrer, gente sem futuro, os que trabalham ainda e temem perder o … Continuar a ler

| Publicar um comentário

Sou ave despida do passado…

Respiro a solidão da noite Sem que do sol a deixe fazer manhã Grito num prenúncio de uma alvorada Sou ave despida do passado Sou do mundo, sou de ninguém José Guerra (2012)

| Publicar um comentário