Arquivos Mensais: Dezembro 2011

NOVO ANO 2012

  Para todos os participantes e leitores deste Blog desejo que o Ano Novo traga muita imaginação para novas obras e vontade de ler, respectivamente. Para o Sítio do Livro, desejo a continuação do sucesso até aqui alcançado.                                                                           Um … Continuar a ler

1 Comentário

Filho do silêncio…

Sou filho do silêncio alma de Ícaro grito surdo, acorde sonhado numa guitarra que declama melodia para quem ama José Guerra (2011)

Publicar um comentário

FELIZ ANO NOVO

                      FELIZ ANO NOVO

2 Comentários

Pum no Traque!

A ÁRVORE DAS PATACAS O país de Tal foi fruto que nasceu na árvore das patacas, sua velha e carinhosa mãe, que teve o condão de nunca conseguir, ao longo de tantos e enfadonhos anos, fazer dele gente que se … Continuar a ler

Publicar um comentário

“BOAS FESTAS”

                                                                                                                      BOAS FESTAS                                                                                                                                                                                                                                     FELIZ ANO NOVO

Publicar um comentário

Presente de Natal… ofereça os livros da Margarida

Olá a Todos Aproveito esta época natalícia, para lembrar os livrinhos da Margarida, escritos por mim. Ambos os contos transmitem  mensagens de amor, sendo muito bons para oferecer a quem quiser receber um presente de Natal  diferente. É certo que … Continuar a ler

Publicar um comentário

A SOPA DA SOBREVIVÊNCIA

Meus caros, imaginem vocês, a culinária chegou à política. Uma maneira saudável de manter o povo feliz. Para quem não tem oportunidade (ou tempo) para se inteirar do menu, aqui ficam algumas receitas: Sopa à Cavaco Um tacho meio de … Continuar a ler

Publicar um comentário

Boas Festas a Todos

Tocam os sinos celestes No frio, noite cipreste Beija-se a noite Na estrela de leste Abraçam-se irmãos se comunga gente em noite invernal de lareira quente José Guerra (2011)

Publicar um comentário

Texto do romance GANÂNCIA (encontra-se no Sitio do Livro ou na Barata av Roma)

QUANDO TIBÉRIO (O “BRAÇO DIREITO” DO BANQUEIRO VITO CICERO, HOMEM QUE SE REALIZOU NOS NEGÓCIOS, APESAR DE FILHO DE UM MODESTO SALCHICHEIRO DA SICILIA), SE COMPARA COM OS POLITICOS DO PAÌS ONDE OPERA, NÃO ENCONTRA DIFERÊNÇAS. É QUE OS POVOS … Continuar a ler

Publicar um comentário

Pluma de um escritor…

Devo ter sido a pluma de um escritor que nas palavras escrevia cor debruadas de lágrimas e dor prostradas de singela flor em papel te escrevi amor José Guerra (2011)

Publicar um comentário