Em Vez de Mim

Tu,
Quem  mais me compreende
E a que me compreende menos,
Que me pertences
Até onde eu posso pertenceres-me
E em nada me pertences nada,

Tu,
Realidade efectiva, inteira, plena
De que eu sou um reflexo carente,

Tu,
Que existes, afinal, sem mim que quero
Que existas em mim, que, sem ti,
Não existo,

Em cada momento te vais um pouco mais
Para longe da minha solidão

Em cada momento és, cada vez mais,
Distância, ausência, o som da água,
O ecoar da mágoa no vazio magoado,
A noite em que te vou perdendo
Mais e mais ainda.

E na solidão sem nome sem nada
Só um ciúme desapossado
Arde já

Em vez de mim

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Opiniões, testemunhos com as etiquetas . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s