Arquivo de etiquetas: poesia; soneto; fogo; manifesto; ética

TanTumPim PamPemPum’Pinga de fogo

TanTanTam, é fogo sempre constante TanTanTam, derrete tudo por dentro TanTanTam, por fora arde errante TanTanTam, jaz nas cinzas do relento   TunTunTum, ter implodido na alma TunTunTum, uma força resultante TunTunTum, tremenda mas muito calma TunTunTum, neste inferno de … Continuar a ler

| Etiquetas , | Publicar um comentário