LILI MARLENE – Uma história de amor

LILI MARLENE

                                         

Lili Marlene

Em frente ao quartel, diante do portão
havia um poste com um velho lampião
Se ele ainda lá estiver
Queremo-nos reencontrar
Queremos junto à sua luz ficar
Como outrora, Lili Marlene.

Nossas duas sombras pareciam uma só
Todos percebiam o amor que tínhamos
E toda a gente ficava a contemplar
Quando estávamos junto ao lampião
Como outrora, Lili Marlene.

Gritou o sentinela para avisar
Que soou o toque de recolher
Um atraso pode- te custar três dias
Companheiro, já estou indo
E então dissemos adeus
Como gostaria de ir contigo
Contigo, Lili Marlene

O lampião reconhece teus passos
Teu belo caminhar
Ele ilumina tudo na noite
Mas há tempos esqueceu-se de mim
E, se algo de mau me acontecer
Quem vai estar junto ao lampião
Contigo, Lili Marlene?

Do alto céu, das profundezas da terra
Surge-me como em sonho teu rosto amado
Envolto na névoa da noite
Será que voltarei para o nosso lampião
Como outrora, Lili Marlene?

Lili Marlene: letra de Hans Leip e música de Norbert Schultze

Hans Leip era soldado e escreveu a letra em 1915, na Alemanha, durante a Primeira Guerra Mundial, inspirado na despedida da sua namorada Lili, duvidando da possibilidade de se voltarem a encontrar.
A interpretação de Marlene Dietrich popularizou a composição, traduzida para mais de 40 idiomas.

Imagem: Marlene Dietrich (1901-1992), pintura de Nara Rocha, Porto Alegre, Brasil.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.