PENSAR PORTUGAL

“Pensar Portugal é pensá-lo no que ele é e não iludirmo-nos sobre o que ele é. Ora o que ele é é a inconsciência, um infantilismo orgânico, o repentismo, o desequilíbrio emotivo que vai da abjecção e lágrima fácil aos actos grandiosos e heróicos, a credulidade, o embasbacamento, a difícil assumpção da própria liberdade e a paralela e cómoda entrega do próprio destino às mãos dos outros, o mesquinho espírito de intriga, o entendimento e valorização de tudo numa dimensão curta, a zanga fácil e a reconciliação fácil como se tudo fossem rixas de família, a tendência para fazermos sempre da nossa vida um teatro, o berro, o espalhafato, a desinibição tumultuosa, o despudor com que exibimos facilmente o que devia ficar de portas adentro, a grosseria de um novo-rico sem riqueza, o egoísmo feroz e indiscreto balanceado com o altruísmo, se houver gente a ver ou a saber, a inautenticidade visível se queremos subir além de nós, a superficialidade vistosa, a improvisação de expediente, o arrivismo, a trafulhice e o gozo e a vaidade de intrujar com a nossa «esperteza saloia», o fatalismo, a crendice milagreira, a parolice. Decerto, temos também as nossas virtudes. Mas, na sua maioria, elas têm a sua raiz nestas misérias. Pensar Portugal? Mas mais ou menos todos sabemos já o que ele é. O que importa agora é apenas “pensá-lo” — ou seja, pôr-lhe um penso…”

Vergílio Ferreira, in “Conta-Corrente 2” 

Anúncios

Sobre José Eduardo Taveira

Nasci no Porto. Trabalhei em diversas empresas nacionais e multinacionais, exercendo cargos directivos. Actualmente estou liberto de compromissos profissionais, usufruindo a liberdade de viver como gosto e quero. Publiquei três livros intitulados: "Juntos para Sempre","Histórias de Pessoas que Decidi Divulgar" e "Viagem ao Princípio da Vida". Os dois primeiros em Portugal e o último no Brasil.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

6 respostas a PENSAR PORTUGAL

  1. Quem me dera ser mais novo, e, não saber o que sei hoje…

    Gostar

  2. jsola02 diz:

    O Virgilio sempre soube pôr o dedo na ferida; mas Portugal é um pouco mais. É um trago de humanidade sem azedume, mas sempre inconsciente e capaz de estar mais no mundo do que dentro do pequeno retangulo, onde parece que só existe para sonhar e passar a noite. Já pensaram que os portugueses têm muito de chanfrados e nada de lucidos? Mas também valha-nos isso; é que o mundo é mais mau do que louco, e eu prefiro ser louco e não ser mau!

    Gostar

    • José Eduardo Taveira diz:

      De acordo. Também prefiro a loucura à maldade. Um abraço.

      Gostar

    • Isso… é já uma certa consciência de paz e bem estar consigo próprio. Eu também sinto o mesmo. A maioria da informação de que dispomos, dos ensinamentos desta sociedade decadente em que vivemos é “ruído na consciência”… – a pureza com que viemos ao mundo é transformada, e só é depurada com morte do ser – mas atenção; depende muito, também para onde e como vai, a matéria dessa morte.

      Cidade, Novena

      Pureza de um certo elemento
      Mistura-se uma noutra pureza
      Assim faz-se criar no desalento
      duma gota solta, d’água presa

      Desprende, cai, ganha velocidade
      Não se expande, corre, é invento
      Bate, explode, torna-se cidade
      Movimento rola, conhecimento

      Já não tem reconhecida pureza
      Dá-nos vida e tira a certeza
      Noutra forma crescendo a rolar

      Já não é mais formosa e pequena
      Renova a cidade, na novena
      E quem nota, quem sabe, só o mar !

      B)’iL; no AoSol’ÉqueSeEstáBém…

      Gostar

  3. jsola02 diz:

    Excelente, amigo Bil! Esta COISA de escrever faz de nós gente de um mundo muito nosso!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s