Crónicas da Brilha (Outubro)


 


 

Estão já longe os dias de sol, de praia e mar a perder de vista, quando os nossos passos e os nossos risos se partilham com os amigos.Os laços que se ataram, nem o Outono os desata, mesmo quando se começa a adivinhar o frio e as folhas a tombarem das árvores.Ficam saudades, memórias e mesmo novos começos, nessa sensação adiada da vida que se fecha lá fora.Tornaram-se às rotinas de velocidade, aos papéis brancos ou amarelecidos, ao caminhar diário e periférico que responde ao compassar de um relógio que nos impele sempre para diante.Reencontrar quem também nos deixou saudades e que partilha oito horas diárias de risos ou angústias. Descobrimos tudo igual e diferente, a tristeza dos que vão, a alegria dos que ficam, o olhar posto na esperança da vida que muda sem o notarmos.Depois de enchermos a alma de azul, de tanto mar, do carinho daqueles que amamos, sabe bem tornar às rotinas, sentir os dias que se tornam pequenos e tirar das gavetas a roupa de inverno.Mais um passo em frente. Para o ano estaremos todos juntos outra vez, a rir, a conversar, em dez quilómetros de praia cuja memória ficará sempre, sem medida.

 
 
Ana Brilha
Esta entrada foi publicada em Opiniões, testemunhos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.