Ao Soldado da Paz

“…Inferno de fogo que devasta as entranhas do verde lusitano, coração sofrido que sucumbiu na cinza que o chão derramou no suor vermelho que a vida levou, glória heróica que a ti chamou, onde apenas resta a memória de uma lágrima ao soldado da paz que a mim me lembrou….”

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

6 respostas a Ao Soldado da Paz

  1. Arlette Pereira diz:

    Oh, grandioso bombeiro…
    Que “te matas” o ano inteiro…
    Entre as chamas que apagas e os doentes que socorres…
    Por vezes fazes nascer crianças…
    Havendo sempre em ti abnegação e esperanças!
    Em melhores dias e, no bem da humanidade…
    Atendes aos acidentes e enchurradas
    Querendo para o mundo, toda a felicidade…
    Ai Senhor, dái-te horas “doces e não amargas!!

    Gostar

  2. Arlette Pereira diz:

    A, todos os bombeiros mundiais…
    Presto, o meu tributo…
    Com carinho inegualável…
    O meu bem-hajam!!
    No vosso rigor e humanismo…
    Bem aventurados sejais
    Na cúmplicidade da VIDA…
    Do amor, da tolerancia da dor sentida
    Não sois em vão, apelidados de Soldados da Paz…
    E, as acções ficam-nos, tanto boas como más!!

    Gostar

  3. Arlette Pereira diz:

    Fogos de Verão…
    Imbecilidade, despreso má situação
    Cruéldade, angústia miséria desconforto…
    Imoral, incúria desleixe…
    Quando eu era nova, não haviam fogos de Verão!
    Haviam pequenos descuidos, a que todos acorriam a minimizar…
    Hoje em dia é fatal, logo pós o calor apertar!
    Também antigamente, não haviam empresas de canaderes e outros…
    Havia mais civismo e respeito pelo próximo
    As lenhas e matos eram curtados; hoje, existe negocio!!
    Cobiça alheia, lucro fácil etc…
    O fogo transforma o rico em pedinte, o velho em cadaver…
    A criança em desnutrido, o amor em mau viver!
    Punam os malfeitores, deixem o oxigénio o mundo rejuvenescer!!

    Gostar

  4. Arlette Pereira diz:

    Parece mentira, mas o nosso país continua a arder…
    Campos e casas calcinados, dando “vontade de morrer”
    As pessoas choram, vendo os seus bens desaparecer
    Oh triste situação, molestando-nos a vida…
    Deus que És Poderoso, “apaga-nos” esta dor sentida!!

    Gostar

    • Arlette Pereira diz:

      Bombeiro magnanimo, Soldado da Paz…
      Destemido e valente…
      Dás tua vida, dás teu suor…
      Em troca de pouco ou nada, ou apenas do teu amor…
      Ser profissional, é isso mesmo…
      Doutor, enfermeiro ou professor…
      No Inverno são as cheias, pelo Verão os afogamentos…
      Sendo todo o ano, acidentes e maus momentos…!

      Ai vida complicada a tua, meu amigo…
      Queres salvar o Mundo, mas às vezes é dramático…
      Apesar de seres “forte” e prático…
      As maselas continuam, os acidentes também…
      A vida do ser humano, está sempre em perigo…
      Por vezes a inconsciencia conta muito, levando-nos ao problema!!
      Somos seres humanos, temos defeitos…
      Não somos Deuses, por isso, imperfeitos…!

      Quem nunca foi inresponsável, incorreto ou errou…
      Temos massa cinzenta, mas quando em vez, somos distraídos…
      Sejamos pois mais cuidadosos, mais humanos, mais amigos!
      Respeitando o trabalho de cada um e, nos respeitando a nós próprios…
      Bem hajam, os bombeiros e todos aqueles que dão os seus préstimos em defesa da vida humana…!!

      Gostar

  5. Justo tributo!

    Um abraço!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s