JORGE LUÍS BORGES – A Luís de Camões

JORGE LUIS BORGES

JORGE LUÍS BORGES

(Buenos Aires, Argentina, 1899 – Genebra, Suíça, 1986)

Escritor, poeta, tradutor, crítico literário e ensaísta

***

A Luís de Camões

Sem lástima e sem ira o tempo vela

As heróicas espadas. Pobre e triste

Em tua pátria nostálgica te viste,

Oh capitão, para enterrar-te nela

 

E com ela. No mágico deserto

A flor de Portugal tinha perdido

E o áspero espanhol, antes vencido,

Ameaçava o seu costado aberto.

 

Quero saber se aquém dessa ribeira

Última compreendeste humildemente

Que tudo o que se foi, o Ocidente

 

E o Oriente, a espada e a bandeira,

Perduraria (alheio a toda a humana

Mudança) na tua Eneida Lusitana.

 

 

 

Anúncios

Sobre José Eduardo Taveira

Nasci no Porto. Trabalhei em diversas empresas nacionais e multinacionais, exercendo cargos directivos. Actualmente estou liberto de compromissos profissionais, usufruindo a liberdade de viver como gosto e quero. Publiquei três livros intitulados: "Juntos para Sempre","Histórias de Pessoas que Decidi Divulgar" e "Viagem ao Princípio da Vida". Os dois primeiros em Portugal e o último no Brasil.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s