Angola no coração, Angola em poesia

Abro o meu livro com

À minha família

De Cabinda ao Cunene…esta é a minha família…mas pernoito sempre no meu Portugal, beijando todas as estrelas daquele céu submerso pelas auréolas Africanas, descortinando a minha mãe, pai, irmão, os meus filhos e esposa, estrelas cadentes que se multiplicam em todos os sentidos, entrelaçando-se num raio de luz sublime. Misturo todas estas evidências confecionando um prato tipicamente Angolano, o Funge do Amor e Calulu Lágrimas de Saudade. Transformo uma melodia assente em corações de esperança e fé, na universalidade da presença eterna. Aquela pombinha branca da Paz que poisa nos ombros de quem acredita, e esta família de três, quatro, cinco, é um espaço aberto a todos sem exceção. De cinco são cinquenta, de cinquenta são quinhentos, e vão nascendo e crescendo neste amparo familiar. Hoje estou mais rico, de fraternidade, de paz, e do Amor sem fronteiras. Obrigado. Vos amo !

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s