«O tempo não existe, é a fulminação do espaço.»

Quero agradecer, quero partilhar.

Agradeço a existência do conceito e da inovação na promoção, publicação e comercialização de obras literárias que a Sítio do Livro tem realizado, por todos aqueles que acreditam e utilizam esta nova ferramenta que trouxe, traz e trará a novos valores da literatura portuguesa oportunidades de lançamento e divulgação dos seus trabalhos.

Partilho que, enquanto poeta, a necessidade de divulgação dos meus trabalhos é fundamentalmente desejo de não só fazer criar canais para a fruição da arte e criatividade humanas como também manifestar a expressão de ruptura radical para a inovação da arte poética na sua função essencial de Amor Universal que em tudo existe, de tudo imana e que tudo gera. Tal como o pintor que realiza as suas pinturas tem necessidade de as expor ao público, um poeta tem a necessidade de libertar a matéria criada e revolucionada nos sonhos, ilusões, fantasias, paixões, angústias, desejos e vivências pessoais e sociais, partilhando-a pela Palavra.

«O tempo não existe, é a fulminação do espaço.» em Beliula – Versus Diarium

Anúncios

Sobre filipedefiuza

Poeta Filantropo / Philanthropist Poet
Esta entrada foi publicada em Opiniões, testemunhos. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s