Arquivos Mensais: Dezembro 2016

Um novo poema: «Toada de amargura»

Posto que tendo já abandonado a actividade poética com carácter de regularidade – como, de resto, repetidamente temos dito -, não nos furtamos a, muito raramente, ir fazendo revivescer alguns cantos da nossa pobre lira. Eis o último deles, recentemente … Continuar a ler

| 2 Comentários